Desordem ameaça Procissão de Motociclistas em 2016: “Saiu do controle”, diz EPTC Búzios Moto Clube

Notícias

Desordem ameaça Procissão de Motociclistas em 2016: “Saiu do controle”, diz EPTC

jardel

outubro 15th, 2015

0 Comments

 

imag 1

Festival de irregularidades no trânsito em meio à fé marcou a 41ª Procissão de Motociclistas em Homenagem à Nossa Senhora Aparecida, em Porto Alegre, na manhã desta segunda-feira, e pode causar o fim do evento que mais concentra motocicletas em via pública no Estado.

Segundo o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, existe a possibilidade de o evento deixar de ocorrer na cidade a partir de 2016. Reuniões envolvendo o órgão, a Brigada Militar, a Cúria Metropolitana e o Sindimoto decidirão o rumo da procissão do próximo ano.

— Saiu do controle. A maioria vai pela fé, mas a minoria acaba destruindo todo o evento por conta da algazarra. Só pela manhã, tivemos dois atropelamentos na cidade causados por motos, antes das 8h. Não há como controlá-los — afirma.

O presidente do Sindimoto, Valter Ferreira, que acompanhou de perto o trajeto entre a Rótula das Cuias, na área central, e o Porto Seco, na Zona Norte da Capital, admite que o Sindicato deve abandonar a organização, da qual é o responsável desde 2006.

— Um evento que poderia lotar um estádio de futebol não pode ser organizado com 30 dias de antecedência. A EPTC deveria começar um trabalho de conscientização dos motociclistas cinco meses antes da procissão. É um evento tradicional na cidade, que reúne gente de todas as partes do Estado, mas que não tem este apoio. Se continuar desta forma, vamos deixar de fazer parte dele em 2016 — afirma.

imagem 2

Antes mesmo do início, marcado para 8h, motociclistas desafiaram pedestres, motoristas e a fiscalização dos agentes da EPTC nas ruas da cidade. Em grupos, andavam sem capacete e na contramão em avenidas, cruzavam canteiros de um lado ou outro da via e atravessavam na área destinada a pedestres entre duas sinaleiras.

Os que pretendiam transgredir a lei em meio à procissão trataram de cobrir as placas das motos para não serem multados. Durante o trajeto, pelo menos um homem foi detido pela Brigada Militar por porte irregular de arma. Outros dois sofreram acidentes na Avenida Assis Brasil. Nesta tarde, a EPTC deve divulgar um balanço das ocorrências.

 

imagem 3

À frente da procissão, que saiu da Rótula das Cuias, estava o padre Vanderlei Mengue Bock, de Canoas, e responsável pelo tradicional evento. Conduzindo uma Harley Davidson-Road King, de 1.450cc, o pároco do Santuário São Cristóvão, foi o primeiro a chegar ao Porto Seco. No local, abençoou quem concluiu o trajeto — que durou cerca de uma hora.

—  A maior parte (dos motociclistas presentes) é devoto da santa — comentou, em meio a pedidos para tirar fotos com motociclistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *